7.10.05

Incorformismo II




Das inúmeras coisas que eu já quis fazer na vida, uma delas foi cantar.
Queria ser um híbrido de Madonna e Kim Deal, alguma coisa muito louca e ao mesmo tempo muito legal.
Das inúmeras coisas que desisti na vida, uma delas foi cantar.
Minha voz não é lá essas coisas e percebi que simplesmente não dava.

Agora, será que alguém pode me explicar o fenômeno Pitty?
A guria canta mal, a voz dela é irritante e as letras, pseudo-inteligentes, insuportáveis e grudentas.
Aí eu descubro que a guria ganhou a escolha da audiência para a categoria "Meu ídolo"!!!!!!!!!!!!
Numa votação livre!!!!!!!!!
Simples assim, alguém te pergunta qual é o seu ídolo, aquele a quem você idolatra, venera ou apenas admira intensamente.
E a piazada escolhe a Pitty.

No meu mundo, as coisas não são assim.

Eu fico com o Raul...

Um comentário:

Alisson da Hora disse...

"Prefiro ser essa metamorfose ambulante. Do que ter aquela velha opinião formada sobre tudo..."
Os guris são induzidos a seguirem os tempos, a moda (viu o que eu transcrevi no blog sobre ela?), suas metamorfoses diferem da nossa...
Saudades de mulheres de verdade, não uma baianinha burguesa e "rebelde"...
E tome música boa na cabeça:
Patti Smith, P.J.Harvey, Debbie Harry & Blondie, Garbage...Billie Holliday,Ella Fitzgerald...Breeders...B-52's...eita,é tanta gente...
pobre Pitty (What a pity!)