6.9.05

Sangrar


Certa vez um Amigo me disse que eu perdia muito tempo sangrando, e não era capaz de aprender nada.
Eu discordei dele, pois esse foi o meu caminho de aprendizado.

É claro que ele sabia do que estava falando, pois me conhecia e sabia do meu processo de vida-morte.

Me fiz ao longo da vida com muito sangue.
Que foi necessário à minha reconstrução, um longo período de ferida aberta, de cicatrizes que sangram...

É como aquele tipo de pessoa que precisa de um corte, de algo que sangre, que doa. Para minimizar a dor de sua alma, para saber que está vivo.
Além disso, sou mulher. E vivo mensalmente o processo fisiológico da renovação.
As coisas são simples, em sua complexidade.
As mulheres sangram, os homens lutam, os hormônios comandam.

Resgatei meu caderno de anotações. Algumas coisas estão desatualizadas, pois dizem respeito a situações muito específicas.
Outras, estão tão vivas quanto sempre.
Apesar das transformações, continuo a mesma...

3 comentários:

Alisson da Hora disse...

"apesar das transformações continuo a mesma"...Apesar dos milênios, somos individualidades com várias personas...ainda tantas coisas aparecem, nas nossas personalidades atuais...sentimentos arcaicos, não primitivos...pensamentos de esperança, culpas ainda não trabalhadas, desejos que outrem denominam de escusos...somos tão nós mesmos, e ainda seremos, a despeito de nossas máscaras tão frágeis, continuaremos a esconder a nossa fortaleza...

p.s.:puxa, vc me inspirou...vou colocar isso no blog, com a tua epígrafe, blz?
beijo grande...

Bonequinha de Luxo disse...

De tanto recompor-me, destrui-me...
Gosto muito da sua frase e quase usei-a nesse texto.
Gosto do processo de transformação, fico feliz que ele exista. Me faz bem saber que tudo muda, me dá um pouco de esperança, quase um alento.

Mas o que mais me surpreende é que, quanto mais eu me destruo e me perco de mim, mas eu me descubro eu mesma.
Foi isso que eu li nas minhas anotações.
Fiquei feliz...

Mme. A. disse...

Acho que quem está vivo realmente tem que sangrar, quem quer viver de verdade tem que se conhecer através de suas cicatrizes.

Como também é assim e eu também concordo com tudo o que vc escreveu no meu blog.

Ultimamente andam acontecendo coincidências absurdamente absurdas na minha vida e vir ao seu blog neste minuto foi mais uma delas. Talvez mais algum sinal mandado de algum alien à minha pessoa.

Estava procurando por um desenho da Morte hoje para poder colocar no blog um dia destes no futuro e quando entro aqui, BAM! é a mesma foto.

Vai entender.

Ando me prometendo, me obrigando a escrever uns posts a respeito de toda esta sincronicidade que anda rolando na minha vida, mas ainda não encontrei as palavras certas.

Agora já vai entrar vc como um tópico neste mesmo post.

Things keep getting weirder and weirder...