2.9.05

Amigos


Desde o advento do orkut, tenho pensado muito sobre a forma como administro minhas amizades. Melhor seria dizer como NÃO administro...
Na infância, tive duas amigas, melhores amigas.
Uma delas continua presente, a amizade passou por altos e baixos, mas sei que posso contar com ela.
A outra, nunca mais tive notícias depois da faculdade.
Na adolescência, foi a vez dos amigos. O que me causou uma série de contratempos afetivos, pois além da dificuldade de administrar uma amizade entre sexos opostos, e tudo o que isso acarreta, ainda tinha que administrar namorados ciumentos.

Posso contar nos dedos os amigos que mantenho há muito tempo.
Amizades de 20, 10, 5 anos.
Amigos do colégio, da faculdade, do bairro, do trabalho.
Pessoas que dividiram muitas coisas comigo, experiências, dores, alegrias e que, por algum motivo, se afastaram.

E minha grande questão é: Por que não consegui manter essas amizades?
Há pessoas por quem sinto um carinho enorme, gosto mesmo, sinto falta, mas a amizade parece que esfriou...
Tornaram-se "colegas", conhecidos, qualquer nome que se dê a quem não é tão próximo.

Na verdade, sei a resposta, apesar de não gostar dela.
As pessoas mudam, mudam seus interesses, se transformam ao longo da vida.
E aquela mesma pessoa que ontem era sua alma gêmea, hoje não tem mais nenhuma afinidade com você.

Eu mudei, apesar de continuar sendo a mesma neurótica de sempre. Meus interesses mudaram, meu estilo de vida mudou.
Poucos souberam lidar com isso. Eu mesma não soube.
Aliás, como nunca soube me postar no mundo, não sei me postar nas minhas relações.
Espero que os meus amigos entendam isso.
E me perdoem...

5 comentários:

Alisson da Hora disse...

Engraçado...no e-mail que me mandaste, disseste-me que em determinados momentos me se enxergava em mim como em um espelho...Hoje eu te digo o mesmo...Há tantas pessoas de a 15, 20 anos que se perderam como areia de ampulheta no tempo, nas estradas...Parte por culpa minha, parte pela falta de iniciativa alheia...É chato...espero que, mesmo longe, possamos ser grandes amigos...beijos

Fernando disse...

veio bem a calhar pra mim isso agora...

não dá pra segurar a areia da ampulheta mesmo...

"as coisas se transformam, isso não é bom nem mal, e onde quer que eu esteja, o nosso amor tem brilho, vou ver o teu sinal..."

eu e as minhas referências musicais de sempre...
bjos
je t`adore

Bonequinha de Luxo disse...

A iniciativa alheia ajuda muito.
Mas ultimamente ando preocupada com "a parte que me cabe neste latifúndio".
Não dá mais para dividir a culpa com o mundo todo.

Mme. A. disse...

Sinto completamente a mesma coisa. O meu Orkut anda às moscas, primeiro porque não tenho paciência para ficar fazendo social, segundo porque não adiciono gente só por causa de fotos bonitas, nem por causa de interesses que na verdade acabam não condizendo com nada do que as pessoas são na realidade.

Vejo de vez em quando o pessoal com quem tinha uma grande afinidade no passado e realmente fico triste, é muito desconcertante ver como as coisas esfriam, como as pessoas se afastam, mais triste ainda quando estas mesmas pessoas não percebem que vc mudou e continuam te cobrando de um monte de obrigações que não fazem mais parte do seu dia-a-dia por vc mesmo não ser mais a mesma.

E eu não consigo meter as caras e fingir que está tudo bem, existe apenas aquele eco do sentimento que te governou no passado então posso até mesmo prender a respiração e tentar mergulhar nesta mesma água, mas é só passageiro.

Sou uma pessoa completamente diferente hoje em dia, quero/sou coisas que a maioria das pessoas simplesmente não tem o menor interesse. Então vivo minha loucura/paranóia quase como que sozinha.

De vez em quando é melhor assim.

Mademoiselle Passion disse...

Veja bem... hehehe
Também andei repensando minhas amizades, muitas vezes me sentia mal porque não procurei algumas pessoas, foi quando resolvi ser um pouco egoísta e pensar mais em mim, porque essas pessoas também não fizeram sua parte e aquelas que foram deixadas de lado, provavelmente também me deixaram de lado! Hoje penso que amigos são aqueles que você pode ficar anos sem ver, mas que se um dia você precisar ele vai saber como ajudar!
Já te dirrrce que ninguém passa por nossas vidas por acaso, cada uma tem uma função, talvez esses amigos "ocultos" já tenham cumprido sua missão!
Nós sabemos que uma amizade se faz com sorrisos, lágrimas e muita tequila! hehehe
Seus verdadeiros amigos vão te entender sim e te perdoar!
Beijos AMIGA